Como ajudar o seu desumidificador a ser mais eficaz?

Por que é importante ter um desumidificador?

Nos países Nórdicos não existe muita necessidade da recorrer a um desumidificador, porque os invernos são frios e secos. Em Portugal, pelo contrário, o inverno caracteriza-se por tempo húmido e elevada precipitação, levando à acumulação de humidade dentro de casa. Embora um ar condicionado seque o ar, um desumidificador é mais eficaz e menos custoso, sendo uma peça essencial na manutenção de uma habitação confortável e saudável.

O ar húmido dentro da sua habitação é tão mau para si quanto para os seus pertences. Para si, porque à medida que a humidade aumenta, proliferam ácaros e fungos que aumentam a incidência de alergias e desencadeiam ataques de asma.

Para os seus pertences, porque a humidade excessiva deteriorará a sua mobília e livros, ou criará colónias de fungos em tetos e paredes e inevitavelmente deteriorará também revestimentos e pinturas. Neste caso é imprescindível a aquisição de um desumidificador.

Ter um desumidificador no entanto não basta, uma vez que se não tomar providências para resolver os maiores causadores da humidade interna da sua casa, o seu desumidificador estará a trabalhar constantemente e representará um desnecessário acréscimo na sua fatura energética.

Ajude o seu desumidificador a manter a casa seca.
Como pode ajudar o seu desumidificador a ter um trabalho mais eficaz?

Eis algumas dicas para manter a sua casa mais seca durante os piores dias de inverno:

1 – Evite o vapor enquanto cozinha. Principalmente quando não possuímos um exaustor, o vapor dos nossos cozinhados torna-se um grande contribuidor para a humidade geral da casa, libertando mais de 2 litros de água por dia. Por isso, prefira os cozinhados no forno, e deixe sempre as tampas nos tachos, aumentando a condensação do vapor diretamente para dentro do utensílio de cozinha;

2 – Isole a casa devidamente. Ainda mais difícil de eliminar que a humidade suspensa, é a humidade em forma de água condensada, pelo que deve monitorizar infiltrações nas paredes e se possível investir em janelas de vidro duplo ou triplo que evitam a condensação de água até temperaturas muito baixas;

3 – Evite carpetes e tapetes. Apesar destes elementos decorativos darem uma maior sensação de calor a uma habitação, as fibras retêm humidade;

4 – Sempre que possível, instale ventilação na cozinha e na casa de banho de forma a melhor evacuar a acumulação de vapores durante o banho ou preparação de refeições;

5 – Ponha a roupa a secar no exterior. Pode ser difícil prever se vai chover ou fazer sol, mas roupa a secar no interior de casa é sempre um agente acumulador de humidade.

Estes são conselhos simples de seguir que não só o ajudarão a aliviar os problemas de humidade em casa, como resultarão numa utilização menos intensiva do seu desumidificador. Por vezes a nossa intervenção chega tarde demais e a nossa habitação já tem níveis elevados de agentes alérgicos como ácaros e esporos de fungos, sendo necessário recorrer a um purificador de ar para o tornar mais saudável.

Se a sua habitação tem problemas graves e insistentes de humidade, contacte uma empresa especializada em climatização como a Megaclima, capaz de avaliar qual o melhor desumidificador para as suas necessidades.

Os SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO DA MEGACLIMA estão à sua espera, através do email GERAL@MEGACLIMA.PT e

do telefone 219 253 300.

Compartilhe o nosso artigo
Facebook
LinkedIn
Twitter