O seu ar condicionado faz barulho?

A tendência é a naturalidade no seu dia-a-dia, preservar o seu bem-estar, criar as condições necessárias para que consiga produzir ou descansar… Sempre com conforto ao nível físico e psicológico, em ambientes mimeticamente naturais. A climatização entra nesta equação tão estimada e pretendida em pleno século XXI. Mas, como pode presumir, um ar condicionado que faz barulho contraria este rumo.

A importância do silêncio

Com tanto ruído em nosso redor, atualmente quase nem conseguimos absorver a nossa própria experiência. A exposição em excesso a ruídos acima do permitido pode causar dores de cabeça, cansaço e aumento da pressão arterial. A Organização Mundial de Saúde chegou mesmo a equiparar a poluição sonora a uma praga, que aumenta a probabilidade de stresse e de doenças cardíacas. O silêncio não só estimula o desenvolvimento cerebral, como eleva os níveis de concentração, promove uma boa higiene do sono e a capacidade de meditação e relaxamento. A procura de equipamentos que não produzam ruídos corrobora esta tendência! No momento da compra, um ar condicionado silencioso está no topo da lista “must have”.

Conheça melhor a tabela de decibéis

O decibel é a unidade de medida para quantificar o nível de intensidade auditiva de uma informação determinada. Um som pode ser definido por três características fundamentais: frequência, intensidade e tempo de duração. Existem muitos sons agradáveis ao ouvido humano, desde os sons da natureza até à música, entre outros. No entanto, o ser humano está cada vez mais exposto aos ruídos artificiais que podem tornar-se muito incómodos. O barulho no ar condicionado é, certamente, um deles!

Pode conhecer a tabela de decibéis em detalhe aqui. Todavia, damos-lhe já algumas indicações sobre os níveis de decibéis.

Até 50 dB: nível confortável, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Não há efeito negativo. Ruas sem tráfego são um exemplo.

Acima de 50 dB: o organismo humano começa a receber impactos do ruído.

De 55 a 65 dB: a pessoa fica em estado de alerta e não relaxa. O poder de concentração diminui e prejudica a produtividade no trabalho intelectual. Um exemplo: agência bancária.

De 65 a 70 dB (início das epidemias de ruído): o organismo reage para tentar adequar-se ao ambiente, apelando para as defesas. O nível de cortisona aumenta no sangue, diminuindo a resistência imunológica e induzindo a liberação de endorfina, tornando o organismo dependente. É por este motivo que muitas pessoas só conseguem dormir em locais silenciosos com o rádio ou TV ligados. Aumenta a concentração de colesterol no sangue. Exemplo: bar ou restaurante lotado.

Acima de 70 dB: o organismo fica sujeito a stresse degenerativo, além de prejudicar a saúde mental. Aumentam os riscos de enfarte, infeções, entre outras doenças. Exemplos: praça de restauração num centro comercial e ruas de tráfego intenso.

Esta animação representa, à escala duma célula sensorial, os estragos causados por sons (ruído) muito fortes.

O ruído do ar condicionado

Nas especificações técnicas de cada equipamento, pode encontrar a informação acerca do nível de ruído. O mais comum é encontrar informação do género ”dB(A)]39/33/25/19”, o que equivale, respetivamente, aos graus de ruído alto, médio, baixo e mínimo ou silencioso que o ar condicionado emite durante o seu funcionamento. E deve ter em consideração que não é só a unidade interior que emite ruído, a exterior também o faz.

Não esqueçamos que estamos a falar de um equipamento com motores, ventiladores, compressores e tubagens. É perfeitamente normal que os ares condicionados produzam ruídos interior e exteriormente, sem discriminar marcas e modelos. Mas, não deixe de estar atento, porque quando o ar condicionado faz barulho a níveis elevados pode ser sinónimo de falhas.

Por que o ar condicionado faz barulho?

A acumulação de sujidade pode estar na origem do aumento do ruído do ar condicionado

Quando a sujidade começa a atrapalhar ou obstruir alguma parte do aparelho, como é o caso das turbinas, o ruído aumenta. O resultado é o ar condicionado funcionar em esforço e um barulho contínuo pode começar a manifestar-se sempre que este estiver ligado. E até pode piorar com o alternar de algumas funções e configurações.

A limpeza que está incluída na assistência e a manutenção é essencial!

Peças mal apertadas, consequências da má instalação e falta de manutenção

O motivo de ruído pode vir também de alguma peça solta ou mal apertada no interior do ar condicionado, uma possível consequência, por exemplo, de uma instalação desadequada ou até mesmo de uma pancada no equipamento. Por outro lado, a fixação pode estar deficitária, o que provoca uma vibração excessiva do equipamento. Mais uma vez, é importante reforçar como uma boa manutenção pode resolver estes percalços.

Algo “preso” na saída do ar condicionado

Pode parecer invulgar, mas não é! Por alguma razão, por exemplo, algum pedaço de material como papel, plástico, embalagens ou pequeno objeto, seja qual for, pode estar preso nas aletas do ar condicionado. Com a saída do ar isso pode gerar ruídos. Dependendo ainda da localização ou se parte desse material tiver penetrado no aparelho, o barulho pode ser maior, menor ou de variação de tom diferente.

Em estilo de resumo… Em primeiro lugar, uma instalação correta é tudo no que toca a um bom funcionamento do seu ar condicionado. Depois, nunca deixe para depois no que toca a pedir assistência e a fazer uma manutenção atempada.

Qual é o tipo de ar condicionado mais silencioso?

Os modelos split são os mais silenciosos. Como a unidade condensadora (exterior) e a evaporadora (interior) não ficam no mesmo espaço, é fácil perceber que o ruído diminui. Para além disto, se optar pela tecnologia Inverter, a qual garante uma rotação constante e estável, sem picos de voltagem, sem o ligar e desligar, o silêncio será ainda maior. Os ares condicionados portáteis, por outro lado, ainda não conseguiram ultrapassar o estigma de serem os mais ruidosos. Como são aparelhos concentrados numa só unidade, é natural que assim seja. Mas, cada vez mais, a tendência é para os decibéis diminuírem.

Gostava de saber mais sobre as marcas e modelos de ar condicionado que a Megaclima apresenta? É fácil, pode telefonar-nos para o número 219 253 300, enviar-nos um email para geral@megaclima.pt ou preencher os nossos formulários online. Esperamos pelo seu contacto!

Compartilhe o nosso artigo
Facebook
LinkedIn
Twitter