Um desumidificador protege os alimentos e aparelhos elétricos?

A importância da humidade baixa para os alimentos

Os níveis atmosféricos de humidade variam constantemente com fatores como temperatura e humidade, e é fácil sentir os efeitos de um ar demasiado seco ou húmido na nossa respiração. Aquilo de que não nos damos geralmente conta é que a presença de um desumidificador tem efeitos na durabilidade dos alimentos e eletrodomésticos.

Na indústria alimentar, a climatização é crucial, já que como o ar frio tem menos capacidade de retenção da água, à medida que uma unidade refrigerada arrefece, a água condensa nas superfícies, incluindo as dos produtos alimentares, aumentando a proliferação de bactérias e fungos.

Como a ventilação com ar exterior introduzirá humidade extra que o arrefecimento libertará, a única solução eficaz poderá passar pela instalação de equipamento desumidificador.

Posteriormente, a adição de produtos higroscópicos – ditos humectantes – a produtos alimentares pré-confecionados é também um fator essencial para a sua conservação durante mais tempo, impedindo que endureçam ou sequem.

O efeito adverso é que a continuada absorção de humidade atmosférica terá um efeito de degradação rápida desses alimentos.

Assim, numa casa húmida e sem desumidificador, assistiremos à degradação rápida de vários tipos de alimentos, uma vez que não só proliferarão fungos e bactérias, como os ingredientes higroscópicos captarão continuamente a água e decompor-se-ão.

Por exemplo, com o acréscimo de humidade, os citrinos apanham bolor mais rapidamente e os nossos alimentos açucarados começam a “suar”, como podemos assistir em chicletes ou chocolates. Nestes casos, o recurso a um purificador ajudará, mas não solucionará a origem do problema.

Proteja os aparelhos elétricos com um desumidificador

Vivemos no mundo da tecnologia, mas raramente nos damos conta que muitos dos aparelhos elétricos que compramos têm nos seus parâmetros um intervalo de humidade dentro do qual funcionam melhor, ou fora do qual podemos assistir a complicações e avarias. Tipicamente, o limite encontra-se entre os 5% e os 95%, mas estes valores não se referem à condensação. Quando esta surge, pode levar à oxidação de componentes ou curto-circuitos nos casos mais graves. Por exemplo, aparelhos auditivos são sensíveis a condições de humidade elevada.

A climatização é um pilar da qualidade industrial. Com altos níveis de humidade, a solda absorve água e poderá falhar, enquanto os equipamentos em armazenamento degradar-se-ão mais depressa. Já os polímeros poderão igualmente absorver a água e quando esta se evaporar e tentar escapar, equipamentos como placas de circuitos poderão inchar e estalar.

O acesso a um desumidificador pode por isso ser a única solução para controlar a qualidade da sua manufatura ou preservação dos seus equipamentos elétricos.

Como contratar um serviço de climatização em Lisboa?

Quer procure preservar os seus alimentos, os seus aparelhos eletrónicos ou controlar a qualidade das instalações da sua unidade fabril, a climatização é um aspeto a levar em máxima consideração.

A manutenção de níveis adequados de temperatura e humidade significarão uma poupança avultada ao impedirem a degradação das suas matérias-primas ou componentes acabados.

A Megaclima é perita em climatização na área de Lisboa e tem ao seus dispor serviços completos de climatização, que passam pela instalação ou aluguer de equipamentos de ar condicionado, desumidificação e purificação do ar.

Quer a sua necessidade passe por um desumidificador comercial ou doméstico, ou necessite de serviços de controlo e gestão de climatização, a Megaclima possui soluções completas e integradas.

Contacte-nos e consulte os nossos especialistas para poder avaliar corretamente as suas

necessidades. Encontrar-nos-á através do telefone 219 253 300 ou do email geral@megaclima.pt.

Não hesite: climatização em Lisboa significa Megaclima!
Compartilhe o nosso artigo
Facebook
LinkedIn
Twitter