Aquecimento central em casa

Procura uma solução de absoluto conforto em toda a casa durante o inverno? Embora Portugal não seja um país tão frio comparativamente a outros países europeus, sobretudo no interior, as temperaturas podem baixar significativamente. O aquecimento central é, sem dúvida, uma opção!

O sistema de aquecimento central deve ser bem pensado, sendo que este implica mexer na infraestrutura da casa. Muitas habitações novas já possuem a pré-instalação, mas se não for o caso vai ser necessário instalar uma rede de tubagens e radiadores nas paredes, sem esquecer sistemas de controlo de funcionamento. Está preparado para avançar? Expliquemos mais um pouco o conceito de aquecimento central.

O que é o aquecimento central

O aquecimento central permite aquecer toda a casa, a partir de um ponto único que gera o calor que se vai espalhar pelas diferentes divisões. Mais tecnicamente, esse ponto único pode ser uma caldeira, esquentador ou termoacumulador. A distribuição do calor será feira através de uma tubagem específica para o efeito que vai transportar a água quente ou o chamado vapor canalizado.

Assim, um sistema de aquecimento central é constituído por:

  • Caldeira/esquentador/termoacumulador- para aquecer a água.
  • Radiadores/toalheiros – veículo para libertar o calor que resulta da água quente que passa pelas tubagens.
  • Temporizador- permite a configuração de horário para ligar e desligar o sistema.
  • Tubagens – por onde circula a água quente.

O sistema de caldeira (gás natural ou propano) alicerça o aquecimento central como o conhecemos tradicionalmente. Mas, hoje em dia, na realidade, o calor pode ser distribuído pelas diferentes assoalhadas da sua casa de várias maneiras e com vários equipamentos. Entre o gás natural ou propano diferencia-se uma maior ou menor ecologia, maiores ou menores manutenção e segurança. Atualmente, para cumprir metas em termos de eficiência energética, há a exigência de que todos os sistemas de aquecimento venham com medidores individuais de consumo.

Sistemas de aquecimento central

Façamos o exercício de apresentar outros sistemas de aquecimento central, igualmente eficazes e até mais estéticos do que o tradicional. Todavia, há que realçar que atualmente o design dos radiadores é bastante atento e enquadrado na maioria das casas.

Voltemos aos diferentes sistemas:

Piso radiante: elétrico, de água ou fibras de carbono

Por baixo do chão da sua casa, também poder-se-ão instalar tubagens, por onde a água quente ou eletricidade circulam, irradiando calor para toda a casa, debaixo até acima. A fibra de carbono é a mais usada atualmente. Este material é mais moderno e permite uma maior transmissão de calor. Entre as vantagens deste sistema, destaca-se a eficiência energética (10 a 30% comparado com um sistema de aquecimento tradicional, de caldeira de gás com radiadores de água) e o facto de se tratar de uma opção invisível, que não interfere com a decoração da casa.

Emissores termoelétricos

Os emissores termoelétricos são radiadores que contêm uma espécie de óleo térmico que se aquece mediante uma resistência elétrica. Cada emissor é independente, com configuração de temperatura individual. O facto de arrefecerem muito gradualmente é importante para manter o calor uniforme durante mais tempo.

Sistema Multi-split de ar condicionado

O sistema multi-split de ar condicionado vai além do aquecimento central. De facto, este é um sistema de climatização que desempenha as funções não só de aquecimento, mas também de arrefecimento. Variando de modelo para modelo, as funções de desumidificação e purificação do ar também poderão estar configuradas.

Primeiro temos de perceber que o ar condicionado split comporta uma unidade interior (evaporadora) e uma exterior (condensadora). As unidades condensadora e evaporadora, bem como o compressor, estão interligados. Sendo um sistema multi-split significa que existe uma unidade exterior central e várias unidades interiores, distribuídas de acordo com os espaços a climatizar.

As vantagens são várias:

  • Ótima relação custo-benefício;
  • Solução para o ano inteiro (aquecimento e arrefecimento);
  • Tecnologia inverter, altamente eficiente, sem elevados gastos de energia;
  • Controlo independente de cada unidade interior, para um conforto térmico à medida do espaço;
  • Diferentes opções de design e estética, em modelos murais, consolas teto/chão ou cassete.
  • Nos modelos domésticos, este sistema pode comportar até 8 unidades interiores.

Tal como qualquer equipamento mais robusto, o ar condicionado exige uma manutenção atempada e experiente, envolvendo, por exemplo, a medição e verificação do gás refrigerante e a limpeza dos filtros e outros componentes.

Conforto térmico e não se esqueça de manter saudável o ar em sua casa

Controlo de temperatura e humidade do ar. Estar sempre atento aos níveis da temperatura e da humidade é muito importante. Para isso, pode comprar um aparelho de medição que é o Termohigrómetro. Numa primeira fase, coloque-o nos quartos, sobretudo nos das crianças ou de pessoas mais idosas.

Nunca deixe o ar ficar muito seco. É o suficiente para sentir dores de cabeça, irritação nos olhos e nas mucosas do nariz. Já pensou em comprar um humidificador?

Não durma junto a lareiras ou braseiras. Isto é muito perigoso, não só pelo risco de queimadura, como também da inalação do dióxido de carbono, muitas vezes fatal!

Aqueça o quarto até aos 25ºC antes de dormir. Regra geral, a temperatura desce cerca de dois graus à noite. Se acordar com 23ºC é ótimo, ainda está dentro do intervalo de temperatura de conforto. Deixamos, no entanto, a ressalva de que a temperatura ideal varia muito de pessoa para pessoa.

Crie um ambiente salutar, com eliminação de poeiras, sujidade e contaminantes do ar. Na nossa casa, pela execução de tarefas diárias e pela utilização de alguns produtos, como por exemplo detergentes, a purificação do ar é muito importante. A compra de um purificador é sempre vantajosa e dá-lhe o benefício e a segurança de poder respirar sem espirros e outras complicações respiratórias à mistura.

Ventile, ventile, ventile. Ainda no seguimento do conselho anterior, a ventilação está na base de um ar mais saudável no espaço fechado. Basta abrir as janelas e portas e deixar a circulação do ar fazer o resto. Mesmo no inverno, é preciso! Com um bom sistema de aquecimento central, a sua casa voltará a ficar quentinha rapidamente.



A Megaclima, com a solidez de uma empresa com mais de 25 anos no mercado da climatização, pode ajudá-lo a escolher o melhor! Pode Ligar-nos para o número 219 253 300, enviar-nos um email para geral@megaclima.pt ou preencher os nossos formulários online. O conforto térmico à distância de um mero